Estudo Constata Que A Sucralose, Ingrediente Dos Adoçantes Splenda®, Tem O Mesmo Efeito Que A Água No Organismo

— Resultados acrescentam evidências de que os produtos SPLENDA® são seguros para portadores de diabetes – 

(Ft. Washington, PA, 18 de março de 2014) — Está demonstrado que o consumo de sucralose em uma bebida tem o mesmo efeito que a água nos níveis de açúcar e insulina, de acordo com um estudo abordado pelo periódico Diabetes Care, da American Diabetes Association1. A sucralose é o ingrediente adoçante totalmente isento de calorias presente nos produtos adoçantes SPLENDA®.

O estudo foi realizado sob a liderança do médico Tongzhi Wu, PhD, na Faculdade de Medicina da Universidade de Adelaide e financiado pelo National Health and Medical Research Council (Conselho Nacional de Saúde e Medicina) da Austrália. Os resultados mostraram que nem o consumo isolado de sucralose nem sua combinação com outro adoçante totalmente isento de calorias, o acesulfame potássico (AceK) teve qualquer efeito sobre a secreção de insulina ou o nível de açúcar no sangue.

No estudo, Wu e sua equipe acompanharam dez homens saudáveis, que consumiram quatro bebidas diferentes em quatro ocasiões distintas, depois de se submeter a jejum por uma noite. As quatro bebidas eram água, água com sucralose, água com AceK e água com sucralose e AceK. Dez minutos depois, cada homem bebeu uma solução de açúcar.

Os níveis séricos de açúcar, insulina e peptídeo semelhante ao glucagon 1 (GLP-1) dos participantes foram medidos antes e por seis horas depois da ingestão da solução de açúcar. (O GLP-1 é um hormônio conhecido por desacelerar o esvaziamento gástrico e tem função na regulação do apetite.) Os resultados não indicaram diferenças nos desfechos de nenhuma dessas medidas, independentemente de os homens terem ingerido água pura ou água adoçada com um dos adoçantes ou ambos. Deve-se notar que selecionar exclusivamente homens para o estudo é uma maneira de minimizar a possibilidade de efeitos não relacionados aos testes. Por exemplo, possíveis alterações hormonais durante a menstruação podem influenciar os níveis de insulina2,3.

“Nossos achados são… consistentes com relatos anteriores…”, afirmam os autores, que concluíram que “… sucralose e AceK, isolada ou combinadamente, não tem nenhum efeito agudo sobre o esvaziamento gástrico, o GLP-1 ou as respostas glicêmicas após a ingestão de glicose oral em seres humanos saudáveis.”

Em seus comentários no periódico Diabetes Care1, Wu e colegas observaram que um estudo anterior relatou aumento dos níveis de GLP-1 após a ingestão de refrigerante diet. Esse resultado foi interpretado com indicação de que adoçantes artificiais poderiam afetar o metabolismo e aumentar os níveis de açúcar de uma pessoa.

Por outro lado, Wu observou que “o desenho daquele estudo ficou abaixo do ideal, pois o refrigerante diet continha diversas substâncias (incluindo corante de caramelo, goma arábica, saborizantes naturais, ácido cítrico, benzoato de potássio, ácido fosfórico e citrato de potássio), que não foram controlados no estudo.” Foi por isso que Wu e sua equipe optaram por oferecer aos participantes de seu estudo adoçantes em água, para evitar o possível efeito dessas outras substâncias sobre os níveis de glicose, insulina ou GLP-1.

“O estudo de Wu proporciona mais evidência de que os produtos SPLENDA® podem ser usados por qualquer pessoa, incluindo gestantes, crianças e portadores de diabetes”, afirma Maureen Conway, diretora de Assuntos Nutricionais da McNeil Nutritionals, LLC. “Isso e especialmente significativo para portadores de diabetes e seus cuidadores. Os alimentos e bebidas adoçados com o adoçante totalmente isento de calorias SPLENDA® podem ser uma ótima maneira de as pessoas consumirem coisas que adoram em seu regime alimentar para diabetes. E usar SPLENDA® associadamente a atividades físicas regulares pode ajudar no controle do peso.”

Sucralose, o adoçante totalmente isento de calorias contido nos produtos adoçantes SPLENDA®, não é açúcar e o organismo não a reconhece como tal. Diferentemente do açúcar, a sucralose não é quebrada pelo organismo para geração de energia. Não é fonte de carboidratos ou glicose, e estudos clínicos demonstraram que não tem nenhum efeito sobre os níveis de glicose no sangue, de secreção de insulina ou níveis de insulina no sangue, níveis de hemoglobina glicada (HbA1c) ou controle da glicose no sangue.

Os produtos adoçantes SPLENDA® são usados de modo seguro por milhões de pessoas em todo o mundo há mais de 20 anos, apoiados por dados de pesquisa originários de mais de 110 estudos. Tanto a American Diabetes Association (Associação Americana de Diabetes – ADA) quanto a Academy of Nutrition and Dietetics (Academia de Nutrição e Dietética – AND) apoiam o uso de adoçantes de baixo teor calórico, como a sucralose, como uma ferramenta útil no controle de peso e diabetes. Para obter mais informações, visite www.splenda.com ou www.foodinsight.org.

###

1Wu T, Bound MJ, Standfield SD, Bellon M, Young RL, Jones KL, Horowitz M, Rayner CK. Artificial sweeteners have no effect on gastric emptying, glucagon-like peptide-1, or glycemia after oral glucose in healthy humans. Diabetes Care, 2013. 36: e202-e203. (Disponível em: http://care.diabetesjournals.org/content/36/12/e202.full )

2Brennan IM, Feltrin KL, Nair NS, Hausken T, Little TJ, Gentilcore D, Wishart JM, Jones KL, Horowitz M , Feinle-Bisset C.

Effects of the phases of the menstrual cycle on gastric emptying, glycemia, plasma GLP-1 and insulin, and energy intake in healthy lean women. Am J Physiol Gastrointest Liver Physiol. 2009). 297:G602-610. (Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19556358)

3Schisterman EF, Mumford SL, Sjaarda LA. Failure to consider the menstrual cycle phase may cause misinterpretation of clinical and research findings of cardiometabolic biomarkers in premenopausal women. Epidemiol Rev. 2014. 36:71-82. (Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24042431) -> mily:Calibri;mso-bidi-font-family:Calibri;mso-ansi-language: ES-MX;mso-fareast-language:EN-US;mso-bidi-language:AR-SA’>)